Início Liga Hector Herrera a caminho de clube italiano

Hector Herrera a caminho de clube italiano

362
0
COMPARTILHE

Héctor Herrera voltou ao radar do Roma, segundo avança a imprensa italiana. De acordo com Gianluca Di Marzio, jornalista especializado no mercado de transferências, o emblema da capital italiano terá entrado em contacto com os responsáveis do FC Porto para negociar o passe do internacional mexicano.

Ainda segundo os relatos vindos de Itália, a ideia do Roma passava por levar o médio de 28 anos a custo zero – Herrera termina contrato com os dragões em junho de 2019 -, mas os “giallorossi” estarão agora a trabalhar no objetivo de resgatar o futebolista azteca no imediato. Refira-se que, após o jogo de apresentação com o Newcastle, Herrera abordou a cobiça de outros clubes nos seus préstimos, mas salientou ter a cabeça no FC Porto.

“Perguntam-me muitas vezes isso e como tenho dito à SAD e ao mister, a minha cabeça está aqui e também tenho dito que quando chegar o dia de sair será porque o presidente já não me quer, ou porque o míster ou SAD decidiram vender-me. Será então a altura de pensar em alguma coisa, mas, por agora, estou aqui. Estou contente por regressar para junto dos meus companheiros, do corpo técnico, de voltar ao Dragão. Agora, é manter uma mentalidade forte e pensar no título”, atirou Herrera.

Porto’s coach Sergio Conceicao thumbs up to players from the sideline during the Portuguese league football match FC Porto vs Estoril Praia at Dragao stadium in Porto, on August 9, 2017. Porto won the match 4-0. / AFP PHOTO / MIGUEL RIOPA (Photo credit should read MIGUEL RIOPA/AFP/Getty Images)

Herrera continua a ser o capitão do FC Porto e falou do futuro depois do jogo com o Newcastle. O encontro deste sábado entre o FC Porto e o Newcastle marcou o regresso de alguns elementos que participaram no Mundial 2018 à competição, com destaque para Héctor Herrera, capitão dos dragões. No final do encontro, o médio negou os rumores de uma eventual saída dos azuis e brancos, afirmando estar feliz no clube.

Sobre o jogo: “Foi um bom jogo para nós, tendo em conta que daqui a uma semana teremos de disputar uma final, mais um troféu e um título que queremos ganhar. Em largos períodos do jogo fomos superiores, mas acho que nos faltou um pouco de definição, de contundência. Estamos a trabalhar para que as coisas saiam bem. O grupo está muito concentrado e isso é importante.”

Chegou mais tarde: «Ainda me faltam uns dias e durante campeonato vou soltar-me mais, desde que cheguei tenho trabalhado forte. Este tipo de jogos é importante para ir apanhando mais ritmo. Como já disse ao treinador e à SAD, a minha cabeça está cá, o dia em que for embora é porque o presidente não me quer ou que a SAD e o treinador decidiram vender-me. Então aí pensarei noutra coisa, mas agora estou de cabeça aqui e estou contente», declarou o jogador.

Muito cobiçado: “Perguntam-me muitas vezes isso e como tenho dito à SAD e ao mister, a minha cabeça está aqui e também tenho dito que quando chegar o dia de sair será porque o presidente já não me quer, o mister ou SAD decidiam vender-me. Será então a altura de pensar em alguma coisa, mas para agora estou aqui, estou contente por regressar para junto dos meus companheiros, corpo técnico, de voltar ao Dragão. Agora, é manter uma mentalidade forte e pensar em títulos”.

Recorde-se que o médio, 28 anos, foi um dos grandes destaques da seleção azteca no Mundial, tem vontade de permanecer nos dragões e a renovação do seu contrato, com um considerável aumento de salário, é uma prioridade para a SAD portista, sendo que a discussão deste dossier havia sido agendada para depois do campeonato do mundo.

De referir que o FC Porto detém 80 por cento do passe do internacional mexicano e a cláusula de rescisão está fixada nos 40 milhões de euros. O internacional mexicano é amado por muitos e odiado por outros tantos, sendo culpado golo que deu o título ao Benfica há duas temporadas, mas este ano marcou o ‘golo decisivo’ no Estádio da Luz aos 92 minutos. O médio portista foi formado no Pachuca, com uma passagem pelo Tampico Madero, e em 2013/14 rumou ao FC Porto. Está há 5 anos nos dragões e é um dos mais internacionais da selecção mexicana, com 70 internalionazações e cinco golos apontados.

Conquistou um campeonato pelos dragões, uma edição dos Jogos Olímpicos – Londres 2012, um Torneio de Toulon, uma CONCACAF Cup e uma Gold Cup. Este presente no Mundial 2014 e foi um dos capitães da selecção mexicana no Mundial 2018, que se realizou este verão na Rússia e onde a sua seleção ficou nos oitavos-de-final às mãos do Brasil.

Comentários