Início Liga Pinto da Costa quebra silêncio e fala sobre Marega

Pinto da Costa quebra silêncio e fala sobre Marega

184
0
COMPARTILHE

De titular para ausente na convocatória. Moussa Marega eclipsou-se na equipa principal e correu o boato de que o jogador recusou-se a treinar e jogar porque queria ser transferido. No entanto, o próprio futebolista já negou tal facto. E para esclarecer toda esta situação, Pinto da Costa deu uma entrevista ao jornal O Jogo, confessando que não recebeu nenhuma proposta concreta por Marega.

“Estou a abrir uma excepção pelo facto de o empresário [Aziz Ben Aissa] ter vindo para os jornais envolver o nome do FC Porto e do nosso treinador, que não pode prometer a saída de jogadores e nem o fez”, começou por dizer.
“Não vamos estar a ceder a pressões, seja de que empresário for, por mais que este possa controlar o jogador. Os jogadores têm contratos assinados livremente que têm de cumprir da mesma forma que o FC Porto cumpre os seus”, acrescentou Pinto da Costa. O presidente dos azuis e brancos confirmou também que Marega e o seu empresário já tinham negociado um novo contrato e que este “estava pronto a ser assinado, mas posteriormente não assinaram”. Por fim, deixou um aviso: “Prometer a alguém que pode sair não existe no FC Porto. Todo o jogador que quiser sair pode fazê-lo pela cláusula de rescisão. Para isso é que elas existem”.

Nos últimos dias, Marega não tem treinado pelo FC Porto; o maliano também não fez parte dos convocados de Sérgio Conceição para a Supertaça de Portugal. De acordo com os desportivos, a culpa é do jogador: está a forçar a sua saída. (Durante o fim de semana, Marega foi até às redes sociais afirmar que não se recusou a trabalhar.) Esta segunda-feira, Pinto da Costa, presidente do FC Porto, entrou na conversa para desmentir o jogador.

Segundo o presidente do FC Porto, o clube não recebeu qualquer proposta por Marega. Mais: o jogador até já tinha acordado renovar contrato com o clube. Só que, no entretanto, algo que terá acontecido. “Não vamos estar a ceder a pressões, seja de que empresário for, por mais que este possa controlar o jogador. Os jogadores têm contratos assinados livremente que têm de cumprir da mesma forma que o FC Porto cumpre os seus”, disse Pinto da Costa, em declarações ao jornal O Jogo.

Pinto da Costa confirmou que Marega e o seu empresário já tinham negociado um novo contrato e que este “estava pronto a ser assinado, mas posteriormente não assinaram”. “Prometer a alguém que pode sair não existe no FC Porto. Todo o jogador que quiser sair pode fazê-lo pela cláusula de rescisão. Para isso é que elas existem”, disse.
recorde-se que Sérgio Conceição explicou na conferência de antevisão à Supertaça por que motivo deixou Marega de fora da convocatória do encontro de amanhã com o Aves. Segundo o jornal Record, o avançado falhou o treino de sexta-feira e recusou-se a atuar nesta partida, estando a forçar a saída para o West Ham. O técnico do FC Porto, sem dar confirmação, deixou no ar que questões relacionadas com o mercado estão a afetar o franco-maliano em termos “emocionais”.

Porto’s coach Sergio Conceicao thumbs up to players from the sideline during the Portuguese league football match FC Porto vs Estoril Praia at Dragao stadium in Porto, on August 9, 2017. Porto won the match 4-0. / AFP PHOTO / MIGUEL RIOPA (Photo credit should read MIGUEL RIOPA/AFP/Getty Images)

“Se há um braço de ferro? O único braço de ferro que fiz foi com a Cristina Ferreira. Da minha parte há a máxima transparência em abordar os temas. Vejo a capacidade do jogador em termos técnicos, táticos e emocionais. E neste último parâmetro acho que a direção tem uma palavra a dizer, devido a um momento que é sempre difícil, naquilo que é a constituição dos plantéis, e achei por bem de acordo com o que é a minha exigência e rigor, naquilo que antecedeu este último micro-ciclo, cheguei à conclusão de que não devia incluir o Marega na convocatória. Não há nada de estranho. O ano passado tivemos exemplos de jogadores a queem aconteceu o mesmo e depois foram importantes. Este ano começamos mais cedo mas estou cá para isso, para decidir e tomar estas decisões”, começou por dizer o treinador do FC Porto.

Comentários