Início Mercado ÚLTIMA HORA: Benfica a um passo de garantir Brahimi

ÚLTIMA HORA: Benfica a um passo de garantir Brahimi

3341
0
COMPARTILHE

O Benfica está atento ao impasse no processo de renovação de Brahimi com o FC Porto, avança o Correio da Manhã este sábado. O extremo argelino, de 28 anos, termina contrato já em junho do próximo ano, pelo que se poderá comprometer com qualquer outro clube em janeiro.

Segundo o diário da Cofina, o Benfica está disposto a entrar na corrida pelo extremo, um dos jogadores mais criativos do futebol português, tal como fez na época passada por Marcano, central espanhol que deixou o Dragão a custo zero.

O cerco a Brahimi ameaça começar a apertar-se nas próximas semanas. A Lazio está de olho no extremo e as páginas de mercado em Itália têm sido agitadas por esse interesse ao longo dos últimos dias. A Serie A é um espaço competitivo que está a ser trabalhado para o jogador há vários meses, ao ponto de, a dada altura, ter surgido uma perspetiva concreta de a Roma colocar na mesa uma proposta de 20 milhões, valor curto em face dos 30 milhões de euros que o FC Porto exigia.

Foi também essa a fasquia colocada ao West Ham, quando esteve na Invicta para levar Brahimi para a Premier League. Apesar de Sérgio Conceição ter fincado pé na permanência do criativo, Pinto da Costa manteve em aberto a possibilidade de fechar negócio. Todavia, o próprio jogador, depois de mais uma reunião com o treinador, optou por permanecer. Tendo sido então que os londrinos se viraram em força para Marega.

Com janeiro a aproximar-se, os candidatos a contratar Brahimi começam a posicionar-se. A Lazio coloca como base negocial um salário limpo de dois milhões de euros/ano e acredita que no início de 2019 poderá realizar mais uma investida, tentando libertar o jogador por um valor de entre 5 a 6 milhões de euros. Como o grande objetivo da temporada do FC Porto é o bicampeonato, trata-se de uma hipótese inviável.

A Doyen irá receber do FC Porto 6.5 milhões de euros quer o médio argelino Brahimi renove ou parte, porque assim ficou acordado entre a duas partes, segundo revela a edição impressa, desta quarta-feira, do jornal A Bola. O fundo, que ajudou o FC Porto a comprar o passe do internacional argelino ao Granada, em 2014, salvaguardou a sua posição no futuro do jogador.

Comentários