Início Liga Benfica arrasa fortemente o FC Porto

Benfica arrasa fortemente o FC Porto

126
0
COMPARTILHE

Através da conta de Twitter destinada à comunicação social, o Benfica já reagiu à notícia avançada na noite deste domingo pelo jornal A Bolq, que adianta que Diogo Faria, colega de Francisco J. Marques no Porto Canal, foi colega de faculdade e de curso de Rui Pinto, hacker que terá estado na origem do roubo dos e-mails ao clube da Luz.

«O crime organizado no seu melhor. Exibem produto do crime e dizem que foi oferecido por hacker famoso por roubar a troco de dinheiro. E agora dizem que se conhecem sem se conhecer. O cerco aperta. As máscaras caem.»

Rui Pinto, o hacker mais procurado do País por alegadamente ter roubado os segredos do Benfica, foi colega de escola do comentador do Porto Canal, Diogo Faria, que foi co-autor do livro o ‘Polvo Encarnado’, com Francisco J. Marques. Foi em 2008, quando ambos entraram no curso de História, da Faculdade de Letras do Porto, que ambos se cruzaram.

Rui Pinto e Diogo Faria continuaram o seu percurso académico, lado a lado, e já em 2015 é Rui Pinto quem divulga os primeiros contratos do FC Porto, lançando suspeitas de que Alexandre Pinto da Costa recebia comissões.

Do FC Porto passa rapidamente para as denúncias de comissões no Sporting, mas é no Benfica que acaba por provocar mais estragos. O jovem gaiense que agora está escondido das autoridades poderá entregar-se e negociar o perdão: revelando, eventualmente, se alguém lhe pagou para aceder às comunicações dos encarnados.

Certo é que o Benfica apontou o dedo ao FC Porto, por ter ‘comprado’ material roubado. E certo também é que foi no Porto Canal que o co-autor do livro, que revela os mails, fez as primeiras denúncias. Francisco J. Marques, diretor de comunicação dos azuis-e-brancos, revelou os mails, mas nunca contou que o jovem que o ajudava a escrever o livro era amigo do hacker que agora a Judiciária procura.

Comentários